Fotos
Perguntas Mais Freqüentes sobre o Kyol Che
Home Page
Meditação

1. Escolha uma posição confortável (de preferência sem se deitar) e permaneça imóvel, apenas acompanhando sua respiração - sem interferir com ela, simplesmente observando-a. Você logo será distraído por muitos pensamentos, imagens, sons e sensações do seu corpo. Você até mesmo se esquecerá de que está praticando! Não tem importância, isso acontece mesmo. Volte a acompanhar a sua respiração tantas vezes quantas forem necessárias. E, principalmente, não tente impedir que seus pensamentos ou a distração aconteça, não tente se concentrar, nem conversar com Deus ou imaginar luzes douradas, pois meditação não é um fazer, não é esforço. Também não é necessário que você converse internamente consigo mesmo, comente ou avalie sua experiência. Apenas entregue-se à sua respiração e permita que essa seja uma experiência sem palavras. Após alguns dias de prática desse exercício (de 15 a 30 minutos por dia), experimente observar também a sua mente - o incessante tráfego de pensamentos, imagens, lembranças, fantasias... Apenas observe sem se envolver. Tudo isso é, no mínimo, curioso e divertido.

2. Prática de Mantras. Encontre um local onde você possa ficar a sós e sem ser interrompido por cerca de 15 a 20 minutos. Escolha um mantra e, sentado confortavelmente e de olhos fechados ou fixados num ponto imóvel ou numa parede neutra, comece a repeti-lo em voz alta e num ritmo constante. Coloque toda a sua atenção na repetição do mantra e no ritmo. Após alguns minutos, quando você perceber que se tornou mecânico na repetição do mantra e sua mente voltou a tagarelar, comece a repetir o mantra também mentalmente. A idéia é que você preencha todos os espaços da sua mente com o mantra escolhido. Mas não crie uma briga interna com os pensamentos: você não deve fazer nada contra eles, apenas a favor do mantra.
Observações: uma vez que você tenha escolhido um determinado mantra, permaneça apenas com ele por pelo menos um mês. Faça essa prática diariamente por no mínimo 15 minutos ou 300 repetições (para contar você pode utilizar um japa mala ou confeccionar o seu próprio colar com 100 contas, sendo uma maior ou menor do que as demais para que você saiba que completou 100 repetições).
    A Ciência dos Mantras é um vasto território e o que podemos fornecer aqui é apenas uma iniciação, mas que sem dúvida lhe proporcionará muita expansão de percepção e a descoberta de novos espaços internos.
Sugestões de Mantras: Om mani Padme Hum; Om Namaha Shivaya; Kwan Seum Bosal;, Om.

3. A qualquer momento do dia, quando for possível, feche os olhos e, por uns poucos minutos, observe o interior da sua mente. Tente descobrir onde exatamente nascem os pensamentos e onde eles voltam a desaparecer. Há alguns minutos atrás você não estava pensando em ir à praia, por exemplo, e agora está. De onde surgiu esse pensamento? Você sabe que daqui a alguns instantes ele terá desaparecido - acompanhe-o atentamente e veja para onde ele vai. Após alguns dias essa prática lhe trará alguns tesouros, como o de saber (não só intelectualmente, mas de fato) que, se você mantém a sua atenção na mente, os pensamentos simplesmente não surgem e você experimenta um profundo estado de paz. Há outras riquezas além dessa; descubra por si mesmo.

Khalis Chacel e Tárika Lima
Instituto de Renascimento de São Paulo

Exercícios

Copyright 2006 IRSP
webmaster@renascimento.com.br

 Exercícios     Fotos     Comentários     Onde fazer     Atendimentos, Palestras e Cursos     E-mail     Home Page
 Perguntas mais freqüentes (Meditação)     Perguntas mais freqüentes (Kyol Che)
Introdução     Para você se aprofundar    Retiro Kyol Che     Histórias Zen

     Sugerimos aqui alguns exercícios simples, mas muito eficientes na criação de estados meditativos. Escolha o que mais lhe agradar e experimente-o por algumas semanas. Enriqueceremos esta página periodicamente.

Topo da página
Topo da página
Topo da página
Próximas datas sobre Meditação
Cadastro para Mala Direta
Indique este site a um amigo